Como fazer manteiga caseira e buttermilk

receita de manteiga caseira

manteiga caseira

Manteiga caseira? Fazemos. E já te aviso, se vai experimentar fazer sua manteiga em casa, é um caminho sem volta, um bichinho que pega. como é o caso do pão caseiro. Ou seja, uma vez feito, não dá para comprar mais no supermercado!

Primeiramente, estas receitas de manteiga caseira e butter milk vieram de uma pessoa que transformou minha vida. Desde que conheci a Raiza e seu canal Dulce Delight, meu dia a dia não foi mais o mesmo.

A primeira transformação consciente foi com os ovos. Desde que assisti ao primeiro episódio, comecei pesquisar a importância de consumir ovos orgânicos de galinhas felizes e não estressadas, forçadas a produzir de qualquer forma aquele ovo que consumimos desenfreadamente cheio de antibióticos.

Então, na sequência, veio o creme de leite fresco e o leite fresco. Ou seja, como disse, este negocio é caminho sem volta, uma vez consciente da importância você não consegue mais voltar ao ponto inicial!
Obrigado Raiza, pela qualidade do seu projeto e o quanto isso impacta positivamente na nossa vida!

Com a nata ou o creme fresco você pode executar nestas duas formas!

Existem 2 caminhos para fazer a manteiga em casa, ambos envolvem creme de leite fresco, aquele que fica refrigerado no supermercado, sabe? Ou, se você tiver a sorte de ter um produtor de leite fresco por perto, pode ir resgatando a nata que se forma no processo (isso é o creme de leite na sua forma mais fresca!). Seja creme fermentado ou somente batido, as duas formas vão resultar em uma manteiga fantástica! A diferença entre elas não está no sabor, e sim em seu tempo de geladeira. A fermentada tem uma vida útil maior.

Manteiga caseira não fermentada:

Mamão com açúcar! Deixe o creme de leite fresco ou a nata fora da geladeira até ficar em temperatura ambiente.

Em um processador de alimentos, coloque o creme e bata. Ele vai ficar aerado e depois começar a separar a parte liquida da gordura. Logo você perceberá que a gordura está se juntando e virando uma bola linda e amarelinha. Neste estágio, pode parar de bater. Depois, coloque a manteiga formada em uma peneira para retirar o excesso de soro e guarde este soro!

Sabe aquelas receitas americanas que sempre pedem buttermilk? Então, é este soro da manteiga!

Agora com o soro separado da manteiga, coloque esta manteiga em um bowl e adicione água gelada para lavar a manteiga e aumentar a vida útil dela. Com uma espátula, aperte a manteiga levemente para retirar algum possível restinho de soro. A água ficará esbranquiçada. Descarte esta água e coloque mais, repetindo o processo até que a água fique transparente!

Transfira sua manteiga para um pedaço grande de papel toalha (gosto de utilizar o total absorv da Kitchen, que absorve muito bem e é bem resistente) e retire o máximo de liquido que conseguir. Por conta da água gelada, seu bloco de manteiga deve estar bem durinho, facilitando muito esta parte!

Agora é hora de moldar e salgar, caso você queira.

Por fim, faço, na maioria das vezes, a manteiga sem sal. Depois, na hora de servir, se quiser salgadinha, salpico flor de sal sobre ela. Por sua vez, para moldar, eu costumo fazer em uma forminha de silicone, apenas pela facilidade de retirar depois e embalar em papel manteiga. Entretanto, isso não é essencial. Ainda assim, você pode fazer direto no potinho que vai guardar.

Leve para a geladeira até ficar durinho e se prepare para provar uma manteiga maravilhosa!

Manteiga caseira fermentada:

Neste caso teremos uma etapa a mais.

Primeiramente, no dia anterior aqueça seu creme de leite até que esteja quentinho. Depois, desligue antes de começar a subir a fervura, no primeiro sinal de aparecimento das bolinhas.

Então, tendo como base que a maioria das garrafinhas de creme de leite tem 500 ml, misturo 2 colheres (de sopa) de iogurte natural ao seu creme de leite (já falamos sobre isso no post de iogurte caseiro; caso não se lembre, verifique se na embalagem nos ingredientes consta SOMENTE leite e fermento lácteo.

Só assim conseguiremos que isso dê certo!). Então, envolva esta vasilha em um pano para deixar sua cultura quentinha e guarde ao abrigo de frio ou calor (eu costumo deixar dentro do microondas desligado) por 8-12 horas.

Por fim, passado este tempo, leve para a geladeira afim de relaxar (1 hora é suficiente). Depois, segue normal a forma de fazer a manteiga acima. Tire da geladeira e deixe em temperatura ambiente, coloque no processador de alimentos e por aí vai, até que se chegue à manteiga maravilhosa!

Jeito diferente

Aliás, o meu processador, além das lâminas de corte tem uma pecinha plásticas para apenas bater. Sendo assim, espero o seu seja assim. Afinal, nunca testei de outra forma. Portanto, me conte se fez de forma diferente! 😉 Neste vídeo da Raiza ela ensina como fazer sem processador, batendo até que o soro se separe da gordura, incrível e dá certo!

Ademais, confira essas outras receitas que você vai AMAR reproduzir em casa:

Olá! Eu sou a Ariana Pazzini.

Eu criei esse blog para compartilhar receitas simples do dia a dia para famílias. Hoje em dia já não faço parte do blog porém as receitas continuam no meu coração.

Inscreva-se agora para obter as melhores receitas todas as semanas!

48 respostas

  1. Pingback: Legumes na manteiga | A casa encantada
  2. Pingback: Como Fazer Queijo Cottage Caseiro | A casa encantada
  3. Pingback: Pão caseiro simples e fácil | A casa encantada
  4. Pingback: Fermento de Cristo ou Fermento de Litro | A casa encantada
  5. Pingback: Bolo de Laranja Fofinho - Receita de liquidificador | A casa encantada
  6. Pingback: Como fazer requeijão cremoso caseiro | A casa encantada
  7. Pingback: Pão de batata fofinho - com fermento seco ou fermento de garrafa | A casa encantada
  8. Pingback: Pão Caseiro com Fermento de Garrafa | A casa encantada
  9. Pingback: Molho Ranch Caseiro | A casa encantada
  10. Pingback: Queijo Cottage Cremoso Caseiro | A casa encantada
  11. Bom dia!
    Primeira vez que estou aqui.

    Gostaria de acrescentar algo (se possível) nesta receita de Manteiga. Hoje em dia está muito comum e chique dizer que faz uso de Manteiga Clarificada ou Ghee que é um tipo sem resíduo de lactose. Bem, como voces já estão fazendo a parte mais difícil, agora ficou simples para chegar na manteiga ghee, ou seja, após a lavagem do creme de leite, como foi colocado aqui – lavar até água sair quase transparente, leve esta gordura para uma panela de fundo grosso e coloque-a no fogo baixo mexendo de vez em quando, e, quando começar a ferver, voce vai observar que vão se formar gruminhos que soltarão a manteiga clarificada,( ou seja, sem resíduo de lactose anteriormente falado), continue mexendo até esses gruminhos ficarem levemente dourados, daí então voce pega uma flanela ou coador de café de flanela ou um pano de prato e coe numa vasilha de vidro. Pronto! linda e Chique.
    Que deus abençoe a todas! Beijos

    1. Oi! Não entendi sua dúvida!
      O único ingrediente é o creme de leite fresco!
      A quantidade depende de quanto vc tiver, da certo com 250, 500, ml 1 litro tanto faz!
      A técnica é separar o soro da gordura, parte resulta no buttermilk (soro) e parte resulta a manteiga (gordura)

  12. Pingback: Requeijão Cremoso feito em casa | A casa encantada
  13. Pingback: Pão de batata fofinho - com fermento seco ou fermento de garrafa | A casa encantada
    1. Paula, ja teve leitor que fez no liquidificador que acredito ser o mesmo que a lamina de corte do processador, como é só para as partes se separarem por conta da agitação creio que dê certo sim! Beijo!

  14. Pingback: Como substituir sour cream | A casa encantada
  15. Pingback: Receita de Pão de Hambúrguer Caseiro! | A casa encantada
    1. Pode! TAnto o buttermilk quanto a manteiga! Para descongelar é só deixar na geladeira!

  16. Pingback: Manteiga composta de cebola roxa e manjericão | A casa encantada
  17. Pingback: Queijo Cottage Caseiro | A casa encantada
  18. Oi! Acabei de conhecer seu blog e amei!!!! Vou fazer essa manteiga, com certeza! Parabéns pelo seu trabalho! Uma perguntinha: para a manteiga fermentada posso usar iogurte de kefir?

    1. Oi Lud!
      Obrigado!
      Eu nunca utilizei o iogurte de kefir para fazer a fermentação (aliás adorararia mas estou sem kefir faz anos! 🙁 )
      Mas acredito que a função principal que é a atividade das bactérias boas é a mesma e deve sim dar certo! Se fizer me conta? Beijo!

    1. Exatamente, só isso! Você vai retirar o soro, restando apenas a gordura que é a fórmula da receita original de manteiga, caso queira você pode adicionar sal.

  19. Adorei ler o seu post!!! Lembro que minha vó fazia manteiga em casa!!! Era uma delícia!! E ela utilizava essa manteiga para fazer bolo e ficava maravilhoso!!!! Com certeza vou testar essa receita!!! Com essa vida agitada e corrida acabamos nos rendendo ás coisas mais práticas e rápidas.. mas agora estamos redescobrindo o sabor de fazer as coisas em casa. O era cotidiano no tempo das nossas avós, agora se tornou um prazer para nós!!!
    Parabéns!!! Beijos

    1. Que maravilha receber este comentário tão cheio de nostalgia! Sabias avós! Elas conheciam os alimentos de forma pura! E viva o nosso desbravamento! Realmente é muito prazeroso fazer em casa, entender o processo e perceber o valor disso tudo! Beijo Ari

  20. Adorei seu blog esta de parabéns!!! estou testando as receita aos poucos já fiz os temperos caseiros e o creem chesse,gostei muito!!!
    Agora tenho uma pergunta a manteiga precisa ir no processador? ou pode ser em outro liquidificador ou batedeira….tenho um processsador mais é fraquinho,daqueles que vem com o mix..

    1. Sandra, até agora só fiz com ele, mas ó, é bem levinho, nada pesado, acredito que seu processador dê conta, mas já vi gente que fez na batedeira, se tiver aquele protetor anti respingo melhor ainda, pois quando começa dissorar respinga longe! rs
      Mas dá até para balançar em um potinho o creme até que a gordura se separe!
      Me conte depois se deu certo!

  21. Acabei de conhecer seu Blog e não estou sabendo lidar com tanta fascinação <3 A Raiza Costa também mudou a minha vida há uns dois anos. A cabeça abre para a realidade da vida novamente!

    1. Alinne sua lindaaaa! A Raíza também me inspira, demais! E é um caminho sem volta né? E depois que abrimos as portas da percepção para tanta bobeira que colocam na nossa comida é dificílimo voltar ao estado inicial né?

  22. Já fiz MUITA manteiga simplesmente agitando o creme dentro de um vidro tampado e sempre dá certo.
    Minha esposa fez estes dias com a batedeira e deu certo também.

    1. Sim Cláudia! Se sua batedeira possuir aquela “tampinha”anti respingo dá certinho!
      O problema é que quando o soro começa a se separar respinga para todo lado!
      Espero que dê certo! Beijos

  23. Incrível! Caramba! Fiz a manteiga fermentada e gostei muito! Estou descobrindo como é legal fazer sua própria comida. Agora divido a cozinha com minha esposa! Parabéns pelo blog!

    1. Ebaaaa! Aqui em casa eu e Felipe também dividimos a cozinha, este bichinho pega a gente de jeito e faz tudo ficar ainda mais prazeroso se bem acompanhado!
      Ahhhh a manteiga, eu tenho um caso de amor com esta fermentada! Deliciosa!

  24. Ariana, quero agradecer por este post incrível! Sou recém casada e estou experimentando me aventurar mais na cozinha. Fiz a receita desta manteiga caseira hoje e ficou ma-ra-vi-lho-saaa!!! Foi a primeira manteiga de muitas, rs! Obrigada por compartilhar!

    1. ahhhhhh Jeane que maravilha!!!!
      É sobre isso que eu falo, você não precisa ser experiente na cozinha para começar a se apaixonar, você só precisa COMEÇAR!
      E cozinha é isso, é olhar o resultado final e dar aquele suspiro de eu que fiz! <3 fico muito contente em ler seu comentário! Eu que agradeço você chegar até aqui! Volte sempre que a casa é sua também! Beijos!

  25. Ariana sua postagem veio no momento certo. Aqui em casa decidimos não usar margarina,vou fazer com certeza. Poderia me dizer qual a diferença da primeira receita e da manteiga fermentada? Vou aguardar para fazer a minha… Bjs e obrigada por compartilhar.

    1. Eba!!! MAnda a margarina embora para sempre! Eu me afastei dela faz ano e isso é uma conquista grande, nunca nos alertaram tanto sobre os perigos dela como agora! Vamos evitar!
      Clarissa, sabor e textura são idênticos, a diferença está no tempo de validade, a fermentada com iogurte dura mais tempo por conta da “fermentação”.
      Já fiz diversas vezes as duas formas e confesso que não conseguimos esperar vencer nenhuma das duas! hehehehe
      Sou maluca por fermentação e como estas microbactérias transformam o nosso alimento mas neste caso confesso que não senti muita diferença!
      Estou feliz em ajudar! Um beijo e volte sempre! A casa é sua!

  26. Morrendo com esse seu post! Se todas pessoas soubesse o quanto é satisfatório fazer as coisas em casa… não comprariam mais nada! A manteiga eu ainda nunca fiz, mas com certeza é o próximo passo! 😀 Obrigada por esse post!

    1. ahhh sua linda!!!! Eu tambem sonho que as pessoas redescubram este prazer de ir para a cozinha e se dedicar em algo tão prazeroso! Fazemos nossa parte tentando alcançar estes corações! <3

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Receitas pra você

Carne seca com abóbora: receitas de dar água na boca

A combinação de carne seca com abóbora é muito famosa na culinária, afinal, essa mistura é muito saborosa e vai bem em muitos pratos diferentes, desde entradas, pratos principais,…

10 molhos para petiscos e porções: opções deliciosas!

Os molhos fazem toda a diferença quando estamos apreciando uma deliciosa porção, não é mesmo? Em lanches e salgados, como um saboroso Shawarma ou uma bela esfirra de carne…

O que é yakisoba? Aprenda tudo sobre esse prato delicioso!

O yakisoba é um prato muito popular na culinária japonesa, e significa literalmente “macarrão frito em molho”. É um prato feito com macarrão refogado com legumes e proteínas, temperados…

Aprenda a fazer Shawarma, o famoso prato grego

O Shawarma é uma receita que já ganhou o coração dos brasileiros. Seja como comida de rua, prato de um restaurante ou até uma receita caseira, esse sanduíche é…

Shimeji na manteiga: delicioso e nutritivo!

O shimeji é um dos cogumelos mais presentes na culinária japonesa e asiática em geral. Rico em “Umami” e de sabor inconfundível (um dos cinco sabores básicos da Ásia…

Salada De Lentilha: Rápida e Super Saborosa!

Se tem uma coisa que não dispenso é uma boa salada. Quanto mais variada melhor. Por isso, sempre faço questão de compartilhar minhas aventuras com verduras, leguminosas e grãos…