Pipoca de leite ninho com chocolate

pipoca de leite ninho

O cheirinho da pipoca me lembra as tardes de sábado em que eu me reunia com os meus primos e nós assistíamos a algum filme na TV após brincar a manhã toda. Hoje em dia, eu prefiro as doces, e a pipoca de leite ninho é minha favorita.

Naquela época, mamãe fazia na panela mesmo. Aliás, mesmo cansados, não dormíamos enquanto não comêssemos. Então, o hábito de comer vendo filme não passou, mas hoje, na maioria das vezes, preparo minha pipoca de leite ninho no microondas.

Afinal, quer aprender essa receitinha super fácil e adocicar suas tardes de sábado? Assim sendo, hoje, vou ensinar como fazer uma pipoca de leite ninho com chocolate na panela pra ninguém botar defeito.

pipoca de leite ninho
Pipoca normal, pipoca doce, pipoca de leite ninho… É sempre um sucesso! (Fonte: Unsplash)

A primeira pipoca

Infelizmente, ninguém sabe dizer exatamente quando e onde a pipoca começou a ser consumida. Ainda assim, estima-se que foi na América do Norte há mais de mil anos.

Quando os europeus navegaram para lá, encontraram um alimento que descreveram como salgado à base de milho que era tanto consumido como utilizado como enfeite para o cabelo.

A única coisa que se sabe dessa época é que os índios, em um primeiro momento, colocavam a espiga de milho inteira sobre o fogo para fazer a pipoca. Depois, começaram a colocar só os grãos e, por fim, passaram a estourá-los dentro de uma panela de barro.

Os Estados Unidos sempre produziram muito milho. O alimento era responsável por boa parte da economia. Por conta da sua enorme importância, algumas culturas norte-americanas acreditavam que ele estava de alguma forma conectado às divindades que regiam o mundo.

De acordo com lendas, o grão do milho continha um espírito que, quando aquecido, se irritava e causava o estouro do grão, transformando o alimento duro em algo comestível.

pipoca de leite ninho
Não tem como resistir. (Fonte: Unsplash)

Pipoca no cinema

O hábito de comer aquela pipoca quentinha com manteiga no cinema começou por volta de 1920. Ela já era muito popular nas feiras livres, e nos parques dos Estados Unidos no século XIX estava em carrinhos de ambulantes de rua. Aliás, um dos quitutes que fazia o maior sucesso era o Cracker Jack, que misturava amendoim com pipoca e açúcar queimado.

Os primeiros cinemas surgiram nos Estados Unidos no final desse século, e a novidade atraiu muitos desses ambulantes para as proximidades, o que no começo deixava os donos dos teatros irritados, pois pensavam que o alimento distraía o público.

Foi somente em 1920 que as máquinas de fazer pipoca foram aperfeiçoadas. Então, as instalaram nos cinemas de todo o país.

Como os EUA passavam pela Grande Depressão, crise econômica que levou milhares de pessoas ao desemprego, e o cinema era o único meio de diversão acessível, a pipoca se tornou um sucesso, pois era um alimento muito barato, já que os americanos o produziam em abundância.

Convenhamos que hoje o preço da pipoca no cinema não é mais tão barato, não é? Ainda assim, a magia de assistir a um filme comendo pipoca ainda está vivíssima, é muito mais que uma tradição, é um ritual.

pipoca de leite ninho
Comer no cinema é um verdadeiro ritual. (Fonte: Unsplash)

Como fazer pipoca de leite ninho com chocolate?

Chega de papo agora e vamos para ação. Vem comigo que eu vou te passar a receita de pipoca de leite ninho para você se deliciar na sua casa.

Pipoca de leite ninho

Course Aperitivo

Ingredientes
  

  • 1 xícara de milho de pipoca (lembrando que a quantidade é variável)
  • ½ xícara de chá de óleo
  • ½ xícara de açúcar
  • 3 colheres de sopa de achocolatado (marca da sua preferência)
  • 3 colheres de sopa de leite em pó (quantidade a gosto)
  • ½ xícara de água

Instruções
 

  • Em uma panela, coloque a água, o achocolatado, o óleo, o açúcar e o milho.
  • Mexa suavemente até ferver.
  • Quando engrossar, não pare de mexer.
  • Aguarde até estourar o primeiro milho e coloque a tampa da panela.
  • De vez em quando, chacoalhe um pouco a panela para que os grãos que ainda não estouraram entrem em contato com o calor do fundo da panela.
  • Quando cessarem os estouros, coloque a pipoca em uma travessa e acrescente o leite ninho com ela ainda quente para que grude.
  • Está pronta a sua pipoca!

Inscreva-se agora para obter as melhores receitas todas as semanas!

Olá! Eu sou a Ariana Pazzini.

Eu criei esse blog para compartilhar receitas simples do dia a dia para famílias. Hoje em dia já não faço parte do blog porém as receitas continuam no meu coração.

Inscreva-se agora para obter as melhores receitas todas as semanas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Gostou da Receita?




Receitas pra você

Carne seca com abóbora: receitas de dar água na boca

A combinação de carne seca com abóbora é muito famosa na culinária, afinal, essa mistura é muito saborosa e vai bem em muitos pratos diferentes, desde entradas, pratos principais,…

10 molhos para petiscos e porções: opções deliciosas!

Os molhos fazem toda a diferença quando estamos apreciando uma deliciosa porção, não é mesmo? Em lanches e salgados, como um saboroso Shawarma ou uma bela esfirra de carne…

O que é yakisoba? Aprenda tudo sobre esse prato delicioso!

O yakisoba é um prato muito popular na culinária japonesa, e significa literalmente “macarrão frito em molho”. É um prato feito com macarrão refogado com legumes e proteínas, temperados…

Aprenda a fazer Shawarma, o famoso prato grego

O Shawarma é uma receita que já ganhou o coração dos brasileiros. Seja como comida de rua, prato de um restaurante ou até uma receita caseira, esse sanduíche é…

Shimeji na manteiga: delicioso e nutritivo!

O shimeji é um dos cogumelos mais presentes na culinária japonesa e asiática em geral. Rico em “Umami” e de sabor inconfundível (um dos cinco sabores básicos da Ásia…

Salada De Lentilha: Rápida e Super Saborosa!

Se tem uma coisa que não dispenso é uma boa salada. Quanto mais variada melhor. Por isso, sempre faço questão de compartilhar minhas aventuras com verduras, leguminosas e grãos…