Pães de longa fermentação

pães de longa fermentação

pães de longa fermentação

Os pães de longa fermentação têm conquistado cada vez mais espaço entre os consumidores, e não é por acaso. Afinal, a busca por opções de alimentos mais saudáveis, mas que também possam trazer mais sabor e saúde a mesa, tem feito com que muita gente aderisse ao consumo desse tipo de alimento.

Aliás, quem prova o pão caseiro de longa fermentação dificilmente esquece do sabor mais ácido, assim como o contraste de textura da casca crocante e interior macio que ele proporciona.

Então, nesse post, vamos explicar mais sobre o que torna esse tipo tão diferente do pão que leva fermento industrializado.  

pães de longa fermentação
Photo by Vicky Ng on Unsplash

O que faz dos pães de longa fermentação uma opçãmais saudável e gostosa?

Primeiramente, ao provar pães de longa fermentação, é possível notar logo de cara a diferença. Quando na boca, você é capaz de distinguir as notas presentes no aroma, bem como a crocância é superior e o sabor totalmente único.

Tudo isso se deve às leveduras selvagens, que nada mais são do que microrganismos que são utilizados como o fermento da massa, e ao tempo longo de fermentação.

O levain, nome dado ao processo de cultura e alimentação das leveduras, é o que faz a diferença. Basicamente, esses microrganismos ficam se alimentando por horas (cerca de 18 a 24 horas) do açúcar presente no amido da massa. 

Sendo assim, ao fazer isso, as leveduras acabam liberando gás carbônico (CO2) na massa. É justamente esse gás liberado o responsável por fazer a massa crescer.

Outro aspecto importante do processo de fabricação de pães de longa fermentação é o tempo. Inclusive, ele também possui um papel importante na fabricação desse tipo de pão.

Devido ao processo ser mais lento, a massa vai adquirindo características mais peculiares, por conta dos ácidos lático e acético, que são produzidos junto com o CO2.

Logo, são essas substâncias que garantes o sabor, o aroma e a crocância desses pães. 

Por sua vez, uma das coisas que torna os pães de longa fermentação uma verdadeira tendência é o fato de os resultados variarem conforme o tempo de fermentação, os microrganismos do local em que foi feito e a receita do pão. Um pão de 7 grãos feito em uma cidade quente será completamente diferente do preparado no campo em um local mais frio.

Inclusive, há muita gente que compare este processo com a fabricação de vinhos.  

O poder dos pães de longa fermentação para uma melhor digestão

Em segundo lugar, outro diferencial dos pães de longa fermentação é que eles contribuem com uma boa digestão e também ajudam a regular o intestino. Aliás, isso acontece por um motivo em comum, a presença dos chamados lactobacilos.

Pense no seu sistema digestivo e intestinal como um local repleto de microrganismos. Quando essa “flora” está desequilibrada, com uma taxa baixa desses agentes, a tendência é que você tenha mais dificuldades para digerir alimentos e também para eliminar o que sobrou através das fezes. Isso porque são justamente esses microrganismos que fazem esse processo.

Então, como os pães de longa fermentação são ricos em lactobacilos, eles são facilmente digeríveis, apesar da absorção lenta. E o fato de muitos serem ricos em fibras por conta dos grãos também contribui com a melhora no sistema intestinal.

Uma técnica ancestral para o seu dia a dia

Os pães de longa fermentação estão presentes na humanidade há milênios. Se formos observar, as opções rápidas, praticamente express, são relativamente recentes.  

Ao contrário do que muitos pensam, esse tipo de técnica ancestral não é algo complexo. Na verdade, é possível adaptá-la para o seu dia a dia.

Boas condições para o crescimento do pão

Um dos aspectos mais importantes dos pães de longa fermentação são as condições para o seu crescimento. As leveduras precisam necessariamente de ambientes mais quentes; logo, se a região onde você mora tende a ter dias mais frios, o ideal é providenciar uma estufa.

Assim, você poderá fazer o processo da forma lenta que ele precisa, mesmo que as condições externas não sejam as mais favoráveis.

Em seguida, é necessário preparar o elemento mais importante no processo de fabricação, o fermento natural. A base é a mesma, água, farinha e uma fonte nutrientes.

E é nesse terceiro nutriente que você pode testar diferentes alternativas. Boa parte das pessoas que fabrica pães de longa fermentação utiliza o caldo de cana ou o suco de abacaxi, e sabe o motivo?A alta concentração de açúcar, que é justamente o componente que serve de alimento para as leveduras.

Essa mistura deve ficar tampada e repousar por 12 horas. Depois desse período, adicione mais um pouco de farinha e água, e deixe repousar novamente, dessa vez por 24 horas.

Por fim, depois, ao longo dos dias, você fará o processo de descartar parte da massa inicial e “alimentar” o seu fermento. Tudo dura em média de 8 a 15 dias, e ao final você terá o seu próprio fermento natural.

Gostou do post sobre Pães de Longa fermentação? Então, continue acompanhando para mais novidades a respeito do tema.

Olá! Eu sou a Ariana Pazzini.

Eu criei esse blog para compartilhar receitas simples do dia a dia para famílias. Hoje em dia já não faço parte do blog porém as receitas continuam no meu coração.

Inscreva-se agora para obter as melhores receitas todas as semanas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Receitas pra você

Filé de peixe na Air Fryer: rápido, saudável e delicioso!

Os filés de peixe costumam ficar muito mais saborosos e com uma textura mais agradável quando são fritos. Contudo, com a nossa preocupação com a saúde, é válido buscar…

Panqueca de abobrinha: receita gostosa e saudável para você

Que tal uma panqueca de abobrinha bem levinha e saborosa para comer a qualquer hora do dia? Se você está procurando uma receita bem simples e cheia de nutrientes…

Carne seca com abóbora: receitas de dar água na boca

A combinação de carne seca com abóbora é muito famosa na culinária, afinal, essa mistura é muito saborosa e vai bem em muitos pratos diferentes, desde entradas, pratos principais,…

10 molhos para petiscos e porções: opções deliciosas!

Os molhos fazem toda a diferença quando estamos apreciando uma deliciosa porção, não é mesmo? Em lanches e salgados, como um saboroso Shawarma ou uma bela esfirra de carne…

Aprenda a fazer Shawarma, o famoso prato grego

O Shawarma é uma receita que já ganhou o coração dos brasileiros. Seja como comida de rua, prato de um restaurante ou até uma receita caseira, esse sanduíche é…

Canjica zero açúcar: cremosa e saudável

Hoje, eu trouxe para você esta deliciosa canjica zero açúcar para saciar a fome e não fugir da dieta. Prato tradicional da nossa Festa Junina, comer um canjiquinha quentinha…