Cuscuz marroquino com legumes

cuscuz marroquino

Prato importado, o cuscuz marroquino é muito versátil e combina com saladas, legumes, queijos, grãos e até cebola. Gostoso e nutritivo, ele é fonte de vitaminas A e B1, estimula a produção de colágeno, previne o Alzheimer e melhora todo o funcionamento do sistema nervoso.

Mas antes de eu ensinar como fazer cuscuz marroquino do modo que uma grande amiga me passou, vamos fazer uma viagem até a África e conhecer um pouco da história desse clássico?

História do cuscuz

Primeiramente, alcuzcuz ou Kuz kuz é um prato típico da África do Norte. Em sua versão original, ele leva arroz ou sorgo (tipo de cereal). Então, passou a contar com o milho americano quando se popularizou mundialmente.

Há quem diga que, na verdade, o prato é de origem árabe, mas o que se sabe é que tribos do Marrocos ofereciam o alimento a viajantes, do mesmo modo que os africanos. Portanto, isso dificulta saber ao certo quem o criou. Ainda assim pelo nome que o prato ganhou, acredito que dá para adivinhar qual é a versão mais aceita, não é?

À base de trigo, sorgo ou milho no Marrocos e na África do Norte, ele era diferente na África Ocidental, que preferia outros cereais.

No Brasil Colonial, o cuscuz era um alimento muito popular entre a parte mais pobre da população e os escravos. Cuscuzeiras anônimas o vendiam em tabuleiros.

Na Europa, as primeiras referências ao prato como conhecemos hoje são do século XVI em Portugal. Lá, ele fazia parte da alimentação diária, disputando lugar na mesa com o arroz. Uma peça de Gil Vicente, inclusive, o menciona, tamanha era a popularidade do alimento.

cuscuz marroquino
Cuscuz marroquino é um prato que tem muita história. (Fonte: Unsplash)

Mundo árabe

Dando continuidade às histórias, quando vieram ao Brasil, navegantes portugueses descobriram por aqui um prato muito semelhante. Entretanto, outros tipos de alimento o compunham, como a mandioca e o coco.

De todo modo, a preparação feita pelos índios foi bem aceita pelos portugueses. Então, levaram as receitas para Portugal, fazendo com que, com o tempo, o cuscuz perdesse a popularidade na terrinha. Só para se ter uma ideia, reaproveitaram apenas o nome e designaram, com ele, uma massa alimentícia usada em sopas.

Ainda há outras versões de sua origem. Acredita-se que há referências ao prato desde o século XIII, mas são muito breves para se tirar alguma conclusão definitiva.

Imigrantes do Marrocos levaram o cuscuz à Palestina. Habitantes de lá o servem apenas em ocasiões especiais. Seu nome também mudou para maftoul, um tipo especial de cuscuz que cozinheiros preparam à mão, rolando o triguilho com farinha de trigo.

Por fim, países como Argélia, Líbia e Tunísia servem o cuscuz com legumes, como batata, cenoura e nabos. Além disso, acompanha algum tipo de proteína (carne de frango ou carneiro são os mais comuns) e é cozido em caldo de carne ou ensopado.

cuscuz marroquino
O que não faltam são variações. (Fonte: Unsplash)

Receita de cuscuz marroquino

Afinal, cuscuz marroquino, como fazer? Agora que já tivemos nossa aula de história gastronômica, vamos à receita.

Cuscuz marroquino com legumes

Ingredientes
  

  • 1 xícara de chá de cuscuz marroquino
  • 1 cenoura
  • 3 xícaras de chá de abobrinha cortada em cubos
  • 1 e ½ xícara de chá de grãos-de-bico cozidos
  • 1 cebola
  • 2 dentes de alho
  • 1 e ½ colher de chá de páprica doce
  • 6 ramos de coentro
  • ½ xícara de chá de castanhas-de-caju torradas e picadas
  • Azeite a gosto
  • Sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto
  • Coentro a gosto

Instruções
 

  • Descasque a cenoura, a cebola e os dentes de alho. Rale a cenoura e pique o alho e a cebola.
  • Ferva 2 xícaras de chá de água.
  • No fogo médio, coloque uma panela com azeite, cebola e sal. Refogue até a cebola murchar. Adicione a cenoura, mais uma pitada de sal e refogue por mais 2 minutos. Acrescente a abobrinha e refogue até ela começar a mudar de cor (cuidado, evite que ela desmanche).
  • Adicione o alho, a páprica e a pimenta e mexa por aproximadamente 1 minuto. Coloque o cuscuz marroquino, coloque 1 colher de chá de sal e azeite e misture bem.
  • Acrescente 2 xícaras de chá de água fervente ao cuscuz. Misture suavemente e desligue o fogo. Tampe a panela e deixe o cuscuz hidratar por cerca de 5 minutos. Reserve.
  • Passe o grão-de-bico por uma peneira. Lave e pique o coentro.
  • Depois, mexa um pouco no cuscuz marroquino para ele soltar, adicione o grão-de-bico, a castanha e o coentro. Misture suavemente. Está pronto, você pode servi-lo quente ou frio.

Inscreva-se agora para obter as melhores receitas todas as semanas!

Olá! Eu sou a Ariana Pazzini.

Eu criei esse blog para compartilhar receitas simples do dia a dia para famílias. Hoje em dia já não faço parte do blog porém as receitas continuam no meu coração.

Inscreva-se agora para obter as melhores receitas todas as semanas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Gostou da Receita?




Receitas pra você

Salada de lentilha: rápida e super saborosa!

A salada de lentilha é uma das refeições mais nutritivas e rápidas de preparar, por isso, está entre as receitas queridinhas de quem gosta de se alimentar bem. Então,…

Receita de salada de repolho com maionese ou Coleslaw

Você já fez uma salada de repolho com maionese? Procurando o acompanhamento perfeito para uma carne de porco? Ou um recheio fresco para seu lanche? Fique aqui e aprenda…

Canjica zero açúcar: cremosa e saudável

Hoje, eu trouxe para você esta deliciosa canjica zero açúcar para saciar a fome e não fugir da dieta. Prato tradicional da nossa Festa Junina, comer um canjiquinha quentinha…

Receita de bolo de cenoura com cobertura de brigadeiro — fofinho!

Quer saber como fazer um bolo de cenoura digno de lamber os dedos? Aqui na Casa Encantada temos essa receita que é maravilhosa e super fácil de fazer. Seja…

Como fazer geleia de morango caseira

Quem aqui já provou e notou a diferença de uma boa geleia de morango caseira? Esta receita de geleia caseira facílima leva apenas 3 ingredientes: morangos maduros, açúcar e…

Como fazer maionese caseira em 1 Minuto [VÍDEO]

A receita de Maionese Caseira, como as de hamburguerias artesanais, é uma obrigatória para quem gosta de cozinhar! Aliás, esta versão rápida da Cassis do blog Cozinha Legal é para…