a casa encantada - blog de receitas fáceis com poucos ingredientes

A arte de dominar os temperos: conquiste-a de uma vez por todas!

imagem de temperos sobre mesa de madeira

Comer: um verbo, cinco letras e uma das melhores coisas da vida, não é mesmo?! Porém, esse último pode variar se a comida não for bem temperada, considerando que a alimentação insossa é o tipo de coisa que estraga toda e qualquer refeição.

Se você já usa temperos na comida, depois de ler este conteúdo vai dominar a arte de temperar alimentos. Por outro lado, se você ainda não tem afinidade com essa habilidade, a partir de hoje você vai ter.

Nós, da Ocean Team, preparamos um guia definitivo sobre temperos. Nele, você vai compreender tudo o que precisa saber sobre os condimentos e a sua combinação com os pratos. Ainda, você vai receber dicas de receita e de armazenamento adequado desse ingrediente. Continue a leitura!

Tipos de temperos

Você sabia que desde os anos 3000 a.C existem temperos? Pois é, os nossos antepassados já sabiam o que era bom! E desde então foram surgindo e sendo produzidos diversos condimentos diferentes.

E se engana quem acha que a única função desse elemento indispensável da culinária é temperar a comida. Na verdade, os temperos naturais também têm papel importante na saúde, isso porque auxiliam na digestão, na imunidade e agem contra inflamações e oxidantes.

Então vamos conferir quais deles são os mais famosos na cozinha brasileira, bem como quais são os mais diferentes, veja:

Top 10 temperos mais populares da cozinha brasileira

Existem alguns temperos que não faltam na cozinha do brasileiro, olha só quais são:

1. Pimenta do reino

A pimenta do reino é um tempero natural que pode ser branca, com sabor mais suave e leve, quanto preta, bem mais picante. São excelentes para temperar carnes, legumes, saladas, massas e afins antes do preparo, durante o cozimento ou para salpicar em doses moderadas após a finalização.

2. Salsa

Esse tempero pode ser utilizado tanto de forma fresca quanto de maneira desidratada. De todo modo, a salsa é excelente para realçar sabores de todo tipo de alimento.

Quer saber mais sobre a salsinha? Acesse nosso conteúdo Temperando a Vida – Salsinha ou Salsa e confira!

3. Folha de louro

Muito usado na feijoada e no cozimento de feijão em geral, o louro é uma folha simples, mas de sabor poderoso! Ele também vai bem com sopas, molhos e lentilhas.

4. Coentro

O coentro é aquele tipo de tempero que divide as pessoas, ou você ama ou você odeia. Mas vale dar uma chance para essa planta tão maravilhosa e de gosto marcante e único!

Ele vai bem com tudo o que você pode imaginar, desde pratos frios aos quentes e durante o cozimento ou no alimento já pronto. Se você é do time que nunca experimentou o coentro ou já provou, não gostou e quer dar uma nova chance, comece incluindo esse tempero aos poucos, como na salada, depois, com o tempo, vá adicionando a outras receitas.

E você não precisa utilizar apenas a folha, é possível usar a semente também e há quem use até os talos e as raízes.

5. Orégano

Falar em orégano é lembrar imediatamente daquele sabor da pizza, não tem jeito! Por ser uma erva aromática, o seu sabor é leve, sendo ideal para salada, aves e peixes, bem como lasanhas, parmegianas e molhos de tomate.

6. Chimichurri

O chimichurri é um tempero argentino que ganhou o coração dos brasileiros nos últimos anos, especialmente para ser utilizado no churrasco. Porém, é possível temperar muitos outros alimentos com esse tempero.

Ele é uma mistura de várias ervas e você pode utilizar o tempero seco ou acrescentar à união de ervas, vinagre, alho e azeite. O sabor cai bem com carnes, legumes, saladas e até massas.

7. Sal

O sal é elemento básico para toda receita! E os seus grãos finos não apenas temperam como também conservam alimentos. Além disso, há vários tipos disponíveis no mercado, como sal negro, rosa do Himalaia, marinho, havaiano e outros.

Mas existem aqueles que usam de mais e outras pessoas que usam menos. Nestes casos, o segredo está em ir adicionando esse tempero aos poucos e ir provando o alimento até adequá-lo à comida.

8. Manjericão

O melhor amigo do tomate nos pratos, o manjericão é um tempero natural que leva frescor à comida. Seja para saladas, refogados ou massas, esse é um tempero extremamente saboroso!

9. Alho

Quer tempero melhor que esse? O alho é o rei dos alimentos! Além de marcar qualquer comida com o seu sabor inconfundível, ele também realça o gosto do alimento.

Ele pode ser utilizado tanto em natura quanto em flocos ressecados e cai bem com carnes em geral, para refogar alimentos, em recheios, massas e há quem utilize até na salada.

10. Alecrim

Essa folha é muito usada para temperar carnes bovinas, suínas e aves com alho e manteiga, bem como para incrementar sopas, legumes e para compor o sabor de pães, tortas e batatas com um bom azeite.

O alecrim também pode ser usado fresco ou com as folhas ressecadas, fica a seu critério. Lembrando que mesmo seco, o seu sabor é conservado. Ainda, é um excelente condimento para fazer temperos caseiros.

5 temperos diferentes para você provar

Além dos temperos tão populares na culinária brasileira mencionados anteriormente, nós temos outros condimentos que podem atender outros gostos e tornar a comida ainda mais saborosa. Por isso, conheça 5 temperos que valem a pena investir:

1. Páprica

A páprica é um tempero derivado de pimentões e pimentas secos e depois moídos. Ela é um pó avermelhado/alaranjado e pode ser do tipo doce, defumada e picante.

A doce é suave e não tem sabor adocicado, ideal para carnes assadas, sopas, ovo, pipoca e legumes. Já a defumada tem um gosto especial e é ideal para dar um gostinho defumado para os alimentos que desejar. E a picante é apimentada e tem sabor mais acentuado. Além disso, vai muito bem com peixes, aves e molhos.

2. Lemon Pepper

Com sabor refrescante, esse tempero à base de raspas de limão siciliano, sal e pimenta do reino garante uma explosão de sabores na comida.

Ele vai muito bem em frutos do mar e peixes, aves, legumes, saladas e macarrão. Além disso, o lemon pepper é natural e saudável!

3. Tomilho

Essa erva aromática é ideal para temperar carnes, feijão, ensopados, peixes e legumes. Ainda, é excelente para realçar o sabor de pastas com manteiga ou azeite e marinados.

Ele também pode ser adicionado aos pratos tanto de forma fresca quanto de folhas ressecadas.

4. Curry

O curry nada mais é que uma mistura de várias ervas e folhas que são torradas e moídas. Em tom amarelado, ele tem presença forte nos alimentos.

É possível utilizá-lo em carnes em geral, molhos e assados. E detalhe: o curry é excelente para realçar o sabor de comidas veganas e vegetarianas.

5. Anis estrelado

O anis estrelado não serve apenas para decorar o chimarrão dos gaúchos ou compor chás! Ele também é excelente para temperar sopas, caldos, carne suína e marinadas.

Além disso, também é possível utilizá-lo para pratos doces e o anis pode ser adicionado inteiro ou moído.

Diferença entre condimentos, ervas e especiarias

Quando falamos em temperos, temos o costume de englobar tudo aquilo que é útil para temperar a comida e avivar o gosto dos alimentos.

Há, porém, uma diferenciação interessante que deve ser levada em consideração, especialmente, para te auxiliar na hora das compras e te guiar durante o uso. Assim, os temperos são divididos em:

  • Condimentos;
  • Ervas;
  • Especiarias.

Por condimentos se entende os elementos líquidos, em pó ou in natura, responsáveis por dar um sabor extra ao prato. Exemplos: sal, alho, pimenta, azeite, entre outros.

Já as ervas compreendem os talos e as folhas de plantas diversas, cujo sabor é peculiar. Exemplos: azedinha, cebolinha verde, hortelã, manjerona, entre outras.

E as especiarias são frutos, sementes, brotos, cascas e raízes de plantas que, em regra, são moídas. O sabor das especiarias são mais acentuados que o das ervas. Exemplos: noz moscada, açafrão, cardamomo, cominho, cúrcuma, entre outras.

E por falar em cúrcuma, confira a receita de tempero caseiro para aves que conta com essa especiaria deliciosa!

Dica de receita com condimentos, ervas e especiarias

Depois de entender a classificação dos temperos, convém conhecer uma receita deliciosa que une condimentos, ervas e especiarias: um corte de maminha na cerveja!

  • Separe a peça de carne e mantenha em temperatura ambiente;
  • Passe a faca afiada pela carne de forma leve e preencha os espaços com fatias bem finas de alho;
  • Faça uma marinada com tempero de ervas finas: sal, pimenta do reino, alecrim, manjericão, páprica, orégano e lemon pepper refogados na manteiga e um fio de azeite;
  • Em um recipiente grande, deixe a carne marinar por cerca de 25 minutos;
  • Cozinhe a carne com cerveja;
  • Depois de pronta, salpique salsinha por cima;
  • Aprecie sem moderação!

Você também pode conhecer outra receita de tempero caseiro para carnes vermelhas que leva ervas, especiarias e condimentos como ingredientes base.

Saiba como conservar os temperos

Por fim, é hora de saber como armazenar os temperos de forma adequada para evitar que eles estraguem e acabar com o desperdício. Abaixo confira a medidas que você precisa tomar para conservá-los:

  • Separe cada tempero natural em pequenos potinhos (prefira os de vidro) e marque o nome e a data de validade de cada um deles no recipiente;
  • Evite colocar os frascos em lugares quentes, úmidos e que recebem muita luz. Isso porque esses fatores influenciam na composição dos temperos e interferem no sabor final;
  • Mantenha ervas, condimentos e especiarias frescos na geladeira. Você pode, ainda, picar todos eles, distribuir em pequenas porções e congelar para o uso posterior;
  • Guarde o sal em um recipiente fechado e totalmente seco, bem longe da umidade;
  • Mantenha sempre o mesmo pote. E após os temperos acabarem, reponham de acordo com o recipiente marcado.

Agora você já pode dizer por aí que adquiriu a arte de dominar os temperos, considerando que você sabe do que se trata e como armazenar, entende os principais tipos, bem como conhece alguns mais exóticos. Além disso, sabe a diferenciação existente entre ervas, especiarias e condimentos e, de quebra, já tem uma receita para fazer e experimentar a combinação de vários deles.

Só ficou faltando uma coisa: como lidar com o aroma que fica nas mãos depois do manuseio desses ingredientes. Para saber mais sobre isso, confira 5 dicas para tirar o cheiro de tempero das mãos!

Continue acompanhando os nossos conteúdos e até mais!

acasaencantada - receitas fáceis e rápidas para o seu dia a dia

Receitas fáceis e descomplicadas é o que você encontra por aqui. Criado por Ariana Pazzini, nosso objetivo é compartilhar receitas com os donos e donas de casa que amam cozinhar, para que assim possam ser reproduzidas facilmente.

Ariana Pazzini

Olá! Eu sou a Ariana Pazzini.

Eu criei esse blog para compartilhar receitas simples do dia a dia para famílias. Hoje em dia já não faço parte do blog porém as receitas continuam no meu coração.

Inscreva-se agora para obter as melhores receitas todas as semanas!

2 respostas

    • Mariele tivemos umn erro terrível e perdemos o link original. Já republiquei esse post no inicio desse ano. Obrigado por nos avisar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receitas pra você