Introdução alimentar: as papinhas do meu filho Joaquim

Introdução alimentar

Demorou, mas finalmente apareci aqui para falar sobre a introdução alimentar do Joaquim. O primeiro alimento dele foi o leite materno, logo em seu primeiro minuto de vida! Ao sair do meu corpo e vir para o meu colo, procurou o peito imediatamente. Então, mamou até seu cordão umbilical parar de pulsar. E foi assim em seus primeiros 6 meses de vida.

O bebê procura pelo seio de forma natural. Além disso, suga com muita força e determinação. Aliás, essa primeira sugada é a mais forte que existe e estimula a formação do leite.

  • O leite materno é o único alimento de que a criança necessita até os 6 meses de vida. Isso porque ele contém todos os nutrientes necessários para garantir o crescimento e desenvolvimento do bebê;
  • Protege contra diarreias, alergias e infecções. Nesse sentido, é como se fosse a primeira vacina do bebê;
  • O leite materno é limpo;
  • É digerido com maior facilidade. Portanto, não sobrecarrega o organismo do bebê;
  • Sugar o peito exige um grande esforço por parte da criança. Dessa forma, contribui para o saudável desenvolvimento do maxilar. Ademais, contribui para o desenvolvimento da fala e da respiração.
Joaquim durante a amamentação
 

 

Introdução alimentar: sólidos

A introdução de alimentos deve ocorrer aos poucos. Por isso, apresente um novo por semana. Dessa forma, o organismo do bebê se prepara para recebê-los. Também é importante que a mãe observe possíveis reações alérgicas a um determinado tipo de alimento e que não force o consumo de coisas muito elaboradas.

Segundo a antroposofia, a dieta da criança pequena não deve ter alimentos de origem animal no começo. Ou seja, ovos e leites. Somente a partir dos 3 anos você pode oferecê-los. No entanto, também é preciso levar em conta  as características e necessidades da criança.

Alimentos industrializados devem ser evitados. Afinal, roubam forças do organismo. Isso porque a criança precisa de mais energia para realizar a digestão. Portanto, elas devem receber alimentos naturais e adequados à sua faixa etária.

 

Introdução alimentar

Introdução alimentar: frutas

As frutas são as maiores fontes de vitaminas da natureza. Quando ficam maduras, concentram o máximo de nutrientes. No entanto, é importante cuidar para lavá-las bem. Se possível, opte por orgânicas. Afinal, estes alimentos possuem agrotóxicos, que podem prejudicar o organismo dos pequenos.

A fruta cozida ou assada é indicada para facilitar a digestão. Em seguida, podemos oferecer as frutas raspadas ou amassadas. Após as primeiras tentativas, tente apresentar uma papa mais sólida e nutritiva. Nesse sentido, adicione os seguintes elementos:

  • Uma fruta cozida ou assada;
  • Um cereal cozido;
  • Azeite;
  • Uma outra fruta da época (sem cozinhar);
  • Ameixa seca ou damasco.

Legumes e verduras

Após as papas doces, podemos oferecer as papas salgadas. Os legumes e verduras fornecem toda riqueza de sais minerais e nutrientes ao organismo humano. Cada parte vegetal tem seu tempo certo de cozimento. Portanto, raízes levam mais tempo que folhas. Por isso, fique atento ao tempo e à forma de cozimento de cada ingrediente da papinha.

As papas salgadas também necessitam de uma pequena quantidade de gordura. Nesse sentido, pode ser azeite, manteiga, óleo de coco, dentre outros.

as papinhas do Joaquim
 

 

Introdução alimentar: cereais integrais

Os cereais atuam nos 3 sistemas do corpo humano, ativando, assim, todo o organismo e mantendo-o em equilíbrio:

  • metabólico-motor;
  • rítmico; e
  • neurossensorial.

O metabolismo é bastante estimulado pela ingestão de cereais integrais. Sua alta taxa de hidratos de carbono é transformada pelo corpo em amido e glicose. Nesse sentido, a queima da glicose produz o calor necessário para os músculos crescerem saudáveis e fortes. O fígado também se beneficia, assim como os dentes, que são fortalecidos através da mastigação. Não podemos nos esquecer da formação de saliva.

Aliás, cereais atuam no bom funcionamento do estômago e do intestino. Além disso, têm um papel importante nos órgãos vitais, pois fortalecem o coração e o pulmão. Ademais, ricos em ferro, fortalecem o sangue, que leva oxigênio para todos os órgãos.

Por fim, após os 10 meses, as leguminosas precisam fazer parte da refeição. Isso porque são fontes de proteínas. No entanto, preste atenção ao sinal de possível alergia.

introdução alimentar

No próximo post, vou falar das receitas de papás do Joaquim. Não são receitas em si, mas técnicas que utilizo para o preparo dos seus pratos! Continua aqui: As papinhas do Joaquim na pratica!

Procurando receitas fáceis para fazer para as crianças? Confira:

Olá! Eu sou a Ariana Pazzini.

Eu criei esse blog para compartilhar receitas simples do dia a dia para famílias. Hoje em dia já não faço parte do blog porém as receitas continuam no meu coração.

Inscreva-se agora para obter as melhores receitas todas as semanas!

2 respostas

  1. Pingback: As papinhas do Joaquim na pratica!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Receitas pra você

Filé de peixe na Air Fryer: rápido, saudável e delicioso!

Os filés de peixe costumam ficar muito mais saborosos e com uma textura mais agradável quando são fritos. Contudo, com a nossa preocupação com a saúde, é válido buscar…

Panqueca de abobrinha: receita gostosa e saudável para você

Que tal uma panqueca de abobrinha bem levinha e saborosa para comer a qualquer hora do dia? Se você está procurando uma receita bem simples e cheia de nutrientes…

Carne seca com abóbora: receitas de dar água na boca

A combinação de carne seca com abóbora é muito famosa na culinária, afinal, essa mistura é muito saborosa e vai bem em muitos pratos diferentes, desde entradas, pratos principais,…

10 molhos para petiscos e porções: opções deliciosas!

Os molhos fazem toda a diferença quando estamos apreciando uma deliciosa porção, não é mesmo? Em lanches e salgados, como um saboroso Shawarma ou uma bela esfirra de carne…

Aprenda a fazer Shawarma, o famoso prato grego

O Shawarma é uma receita que já ganhou o coração dos brasileiros. Seja como comida de rua, prato de um restaurante ou até uma receita caseira, esse sanduíche é…

Canjica zero açúcar: cremosa e saudável

Hoje, eu trouxe para você esta deliciosa canjica zero açúcar para saciar a fome e não fugir da dieta. Prato tradicional da nossa Festa Junina, comer um canjiquinha quentinha…